terça-feira, 14 de agosto de 2007

PHOTOGRAFANDO

O fotógrafo hoje, é antes de tudo um laboratorista. Máquina e lente são coisas que ficaram na curva do passado. Isso na verdade não é nem de hoje, é do tempo da solarização. É nitrato de prata. Ufa! Então vamos em frente...


e o mais, arranhaduras


encanto, após seus âmagos



refiro-me às cores parentes


as mesmas vezes em sopro


abertas ao acidental


tão, mesmo à luz no sequer


e o mais, nem sei de pensamentos


ardidas em sua origem


em suma, como assim seculares


deu-se que cores


nossos dias e houve


envolvendo as mais suadas


ares jogados de um lado


e ainda sondagem que simultânea

2 comentários:

Moacy Cirne disse...

Oi, oi, as photos realmente estão demais, sobretudo as que já destaquei pra você, por telefone. Mas uma dúvida me bateu: as linhas devem ser vistas como títulos ou fazem parte de um "conjunto poético", com as photos separando-as? Beijos.

Simone Oliveira disse...

Nem sei como cheguei aqui... fui indo, indo, indo...
E cheguei. Basta.
Encontrei um lugar repleto de cores, fotos e poesia. Belo, muito belo.
BJs e parabéns.
Simone Oliveira

Quem sou eu

Minha foto
Poeta, analista de imagens,pós-graduada em arte e filosofia, artista multimídia.